24 de junho de 2011

AME


             A vida passa tão depressa,
semelhante ao vento!
Não espere para amar depois
Talvez não dê mais tempo!

Pe. Fábio de Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget