27 de setembro de 2011

NA FORÇA DO SENHOR


Conferência Geral - outubro de 2004
ÉLDER DAVID A. BEDNAR
Do Quórum dos Doze Apóstolos


Na força do Senhor podemos fazer, perseverar e vencer todas as coisas.
ÉLDER DAVID A. BEDNARIrmãos e irmãs, meu coração está a ponto de transbordar de emoção, minha mente está girando, meus joelhos estão frágeis e trêmulos e as palavras são totalmente inadequadas para expressar eficazmente os sentimentos e pensamentos que gostaria de comunicar-lhes. Oro pela companhia do Espírito Santo e peço que Ele esteja comigo e com vocês, ao falar-lhes brevemente nesta manhã do Dia do Senhor.
Nas horas que se passaram desde que o Presidente Hinckley me fez este novo chamado para servir, segui a admoestação de Néfi de “[aplicar] todas as escrituras a nós” (1 Néfi 19:23) com uma intensidade e sentimento de propósito maiores do que nunca.
Ponderei o ensinamento de Paulo de que “(…) Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes”. (I Coríntios 1:27) Nesta manhã sinto grande consolo em saber que sou uma das coisas verdadeiramente fracas deste mundo.
Ponderei a instrução de Jacó contida no Livro de Mórmon:
“Portanto estudamos os profetas e temos muitas revelações e o espírito de profecia; e com todos estes testemunhos obtemos uma esperança e nossa fé se torna inabalável, de sorte que podemos verdadeiramente ordenar em nome de Jesus e as próprias árvores ou as montanhas ou as ondas do mar nos obedecem.
Não obstante, o Senhor Deus mostra-nos as nossas fraquezas a fim de que saibamos que é por sua graça e sua grande condescendência para com os filhos dos homens que temos poder para fazer estas coisas.” (Jacó 4:6–7)
Irmãos e irmãs, peço-lhes que prestem especial atenção à palavra graça, como é usada no versículo que acabei de ler. No Dicionário Bíblico aprendemos que a palavra “graça” freqüentemente é usada nas escrituras para denotar um fortalecimento ou um poder capacitador:
“A idéia principal da palavra são os meios divinos de ajuda ou fortalecimento concedidos pela abundante misericórdia e amor de Jesus Cristo.
(…) Também é pela graça do Senhor que as pessoas, por meio da fé na Expiação de Jesus Cristo e pelo arrependimento de seus pecados, recebem força e auxílio para fazerem boas obras que de outra forma não seriam capazes de realizar, se tivessem que fazê-lo por seus próprios meios. Essa graça é o poder que possibilita aos homens e mulheres alcançarem a vida eterna e a exaltação, depois de terem realizado o máximo que podiam com seu próprio esforço”. (Bible Dictionary, p. 697.)
Portanto, o aspecto capacitador e fortalecedor da Expiação ajuda-nos a ver e a fazer e a tornar-nos bons de maneiras que jamais teríamos reconhecido ou realizado com nossa limitada capacidade mortal. Testifico que o poder capacitador da Expiação do Salvador é real. Sem o poder fortalecedor da Expiação, eu não poderia estar diante de vocês nesta manhã.
Vocês conseguem sentir a graça e o poder fortalecedor de Cristo no testemunho de Amon? “Sim, sei que nada sou; quanto a minha força, sou débil; portanto não me vangloriarei de mim mesmo, mas gloriar-me-ei em meu Deus, porque com sua força posso fazer todas as coisas; sim, eis que fizemos muitos milagres nesta terra, pelo que louvaremos o seu nome para sempre”. (Alma 26:12) Verdadeiramente, irmão e irmãs, na força do Senhor podemos fazer, perseverar e vencer todas as coisas.
Ao sair do Edifício Administrativo da Igreja, depois de minha entrevista com o Presidente Hinckley, lembrei-me das palavras de Enoque:
“E tendo ouvido essas palavras, Enoque prostrou-se ante o Senhor e falou perante o Senhor, dizendo: Por que é que encontrei graça aos teus olhos? Sou apenas um menino e todo o povo odeia-me, pois sou lento no falar; por que razão sou teu servo?
E o Senhor disse a Enoque: Vai e faze o que te ordenei e homem algum te ferirá. Abre tua boca e ela encher-se-á e dar-te-ei palavras, pois toda carne está em minhas mãos; e farei o que me parecer adequado.” (Moisés 6:31–32)
Para todos nós que nos sentimos despreparados, sobrecarregados e inadequados para um novo chamado ou responsabilidade, a promessa do Senhor a Enoque também se aplica. A promessa era verdadeira nos dias de Enoque e continua sendo verdadeira hoje.
Na noite do dia 20 de junho de 2000, eu e vários colegas estávamos trabalhando até tarde nos escritórios executivos da instituição que na época se chamava Ricks College, em Rexburg, Idaho. Estávamos fazendo os preparativos finais para uma reunião histórica em nosso campus, na manhã seguinte, e o anúncio pelo Presidente Hinckley de que o Ricks College se tornaria uma instituição de ensino universitário e adotaria o nome de Universidade Brigham Young—Idaho. Como equipe administrativa, estávamos apenas começando a dar-nos conta da natureza monumental da responsabilidade e desafio que tínhamos à nossa frente.
Ao sairmos do edifício, naquela noite, um de meus colegas perguntou: “Presidente, o senhor está com medo?” Pelo que me recordo, respondi algo assim: “Se eu achasse que teríamos de realizar essa transição confiando apenas em nossa própria experiência e bom senso, então eu estaria aterrorizado. Mas teremos ajuda do céu. Por sabermos quem está no comando e que não estamos sozinhos, então, não, não estou assustado”. E nós que servimos na BYU–Idaho testificamos unanimemente que houve ajuda do céu; milagres aconteceram, revelações foram recebidas, portas se abriram, e fomos imensamente abençoados como indivíduos e como instituição.
Permitam-me agora expressar minha gratidão e apreço. Sou grato pelos meus progenitores, aqueles fiéis e firmes homens e mulheres a quem respeito e honro, e a quem devo tudo que tenho e que sou. Tenho grande amor e gratidão por minha mãe e meu pai, e pela mãe e pelo pai de minha esposa. Sou grato por seu amor, apoio, ensinamentos e força.
Minha esposa Susan é uma mulher virtuosa e uma mãe justa. Vocês rapidamente perceberão que a pureza e a bondade são muito evidentes no rosto dela. Eu tenho mais amor e gratidão por ela do que as palavras podem expressar. Agradeço a ela por ser a mulher que é, pelas lições que me ensinou, e pelo amor que compartilhamos.
Susan e eu fomos abençoados com três filhos muito firmes e valentes. Eu os amo e sou grato por eles. Nossa crescente família agora inclui duas dignas noras e três brilhantes, belas e charmosas netas. Quando nos reunimos, somos abençoados com um pequeno vislumbre do que será uma unidade familiar na eternidade.
Meus irmãos e irmãs, sou grato por vocês. Ao vê-los reunidos aqui no centro de conferências e visualizar todos vocês que estão reunidos em capelas espalhadas por todo o mundo, sinto-me abençoado por sua fidelidade e devoção ao Senhor. Quando vocês ergueram o braço em ângulo reto, no sábado, senti a grande influência de seu apoio fluir para minha alma de modo extraordinário. Poucos de vocês me conhecem, mas sabem de quem veio o chamado, e estão muito dispostos a apoiar-me. Expresso minha gratidão a vocês, e prometo dedicar-me de toda a alma e com toda a energia a esse trabalho sagrado.
Irei aonde o Senhor e os líderes da Igreja quiserem que eu vá, farei o que eles quiserem que eu faça, ensinarei o que eles quiserem que eu ensine, e me esforçarei para tornar-me o que devo e preciso me tornar. Na força do Senhor e por meio de Sua graça, sei que vocês e eu podemos ser abençoados para cumprir todas as coisas.
Como um dos mais fracos dos fracos, testifico que Deus vive. Testifico e presto testemunho de que Jesus é o Cristo. Ele é nosso Redentor e nosso Salvador, e Ele vive. Testifico que a plenitude do evangelho de Jesus Cristo e Sua Igreja verdadeira foram restaurados na Terra nestes últimos dias, por intermédio do Profeta Joseph Smith. As chaves e a autoridade do sacerdócio e as ordenanças de salvação estão novamente na Terra. Pelo poder desse sacerdócio as famílias podem realmente permanecer unidas para sempre. O Livro de Mórmon é a palavra de Deus e a pedra angular de nossa religião. Irmãos e irmãs, os céus não estão selados. Deus fala—para nós individualmente e para os líderes de Seu reino aqui na Terra nestes últimos dias. O Presidente Gordon B. Hinckley é o profeta do Senhor na Terra em nossos dias. Dessas coisas eu testifico e declaro meu testemunho no sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget